sábado, 5 de novembro de 2011

Crise do Porto continua

Olhanense 0-0 FC Porto
Vítor Pereira falou em falta de existência de crise no Dragão, mas agora parece que estava errado. O FC Porto jogou mal e não conseguiu finalizar (falta de Falcao?). Com Maicon a lateral-direito, o Estádio José Arcanjo presenciou um jogo intenso e muito equilibrado. O FC Porto teve mais posse de bola, mas por raras vezes conseguiu transpor a defesa algarvia que hoje esteve muito fechada. Logo aos 4 minutos, é marcado um penalty para os dragões, porém Hulk rematou para as mãos do guardião Fabiano. Já nos descontos da 1ª parte, Rolando falhou um golo certo, cabeceando ao lado. No 2º tempo, o jogo continuou igual: um Porto pouco dinâmico e um Olhanense muito fechado. Mangala protagonizou a única ocasião de perigo da etapa complementar, cabeceando de forma caricata a bola para perto do ferro da baliza algarvia. Um resultado justo que pode significar a queda dos portistas para o 2º posto em caso de vitória do Benfica sobre o Braga.


MVP - Fabiano: O guarda-redes do Olhanense nem fez muitas defesas, no entanto defendeu um penalty que podia ter mudado o rumo da partida.
Hulk: Nem com o cabelo preto esteve bem. Mostrou o seu péssimo momento de forma, falhando uma grande penalidade e protagonizando momentos caricatos como falhanços ou iniciativas individuais ridículas.
Maicon: A adaptação a lateral-direito não surtiu o devido efeito. Muito mal em termos defensivos e ainda pior ofensivamente. Experiência a não repetir.
João Moutinho: Mesmo mal, foi o melhor dos dragões. Acertou com os passes e com os cruzamentos, mesmo sem o fulgor habitual.

1 comentário:

  1. Desilusão portista, Mangala, Defour e Kléber "flops".

    ResponderEliminar

Colabore connosco comentando e aumentando, assim, a diversidade de opiniões no nosso blogue. Não ativámos a moderação de comentários, porém, não ultrapasse os limites - comentários abusivos serão eliminados.